Portal Educação

Área Restrita

Usuário

Senha

icone de alertaDIGITE SEU USUARIO E SENHA PARA TER ACESSO AO CONTEUDO RESTRITO.

Enquete!Ver todos

NA SUA OPINIÃO, AS TECNOLOGIAS DIGITAIS POSSIBILITAM APRENDIZAGEM PORQUE

  • - Maior grau de autonomia e protagonismo do estudante

  • - Fluxo muito mais rápido e atualizado de informações

  • - Formas aprendizagem, construção e registro de conhecimento

  • - Relação interativa e cooperativa construção de conhecimentos

ArtigosVer todos

Estudantes participam de gincana em Tiquaruçu

Estudantes do Lagoa Subaé participam de gincana em Tiquaruçu

Saber mais

EventosVer todos

Ensino de matemática é tema do PNAIC

17/11/2014

Saber mais

Projeto Brincando e Aprendendo tem 81% Aprovação

17/11/2014

Saber mais

Educação inclusiva é tema de seminário

17/11/2014

Saber mais

Projeto Brincando e Aprendendo

13/10/2014

Saber mais

 

Escola municipal terá projeto para reduzir distorção idade-série

 

 

Representantes do Instituto Ayrton Senna (IAS) apresentaram a proposta de parceria cooperativa com a Secretaria Municipal de Educação (Seduc) na tarde desta terça-feira (18). A proposta foi apresentada para a secretária Jayana Ribeiro, equipe pedagógica e técnicos da Secretaria Municipal de Educação.
 
Reduzir a distorção idade-série, problema que afeta a rede municipal de ensino, é a meta de uma parceria firmada pela Secretaria de Educação de Feira de Santana com o Instituto Ayrton Senna (IAS). A proposta foi apresentada esta semana por representantes da entidade à secretária Jayana Ribeiro.
 
A parceria irá colaborar no desenvolvimento de soluções para a educação formal, no ensino fundamental, de 2015 a 2018. Conforme explicou a secretária, o contato inicial com o IAS foi realizado durante o Fórum de Líderes da Educação Pública, realizado pelo MindGroup em São Paulo.
 
“Feira de Santana é a única cidade do interior que foi escolhida juntamente a Salvador, Maceió, Fortaleza e Natal devido ao alto nível de distorção idade-série”,  diz a gerente de projetos do Instituto, Rita Paulon. Segundo ela, o projeto para os próximos 20 anos é eliminar essa deficiência e alcançar as metas do Plano Nacional de Educação (PNE).
 
A dirigente  explica que a cooperação entre o Instituto e a Seduc será executada em quatro etapas: planejamento, implementação, execução e acompanhamento. Serão implantados em Feira de Santana os projetos “Se liga” e “Acelera Brasil”, ambos voltados para a correção de fluxo do Ensino Fundamental.
 
“O Acelera Brasil combate a repetência que gera a distorção entre a idade e a série que o aluno frequenta e, também, o abandono escolar. O programa “Se liga” combate o analfabetismo nas primeiras séries, além de contribuir para a diminuição da evasão escolar”, explica Sandra Posio, gerente de projetos do IAS.
 
Referência na elaboração de políticas públicas, o Instituto Ayrton Senna é uma organização sem fins lucrativos que pesquisa e produz conhecimentos para melhorar a qualidade da educação, em larga escala.   
 
 

 

 

 

Professores recriam práticas pedagógicas para operações matemáticas

 

 

Com objetivo de oferecer subsídios teóricos e práticos para sustentar práticas pedagógicas no ensino de matemática, professores participantes dos encontros de formação do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, PNAIC, apresentaram durante todo o dia desta terça-feira, 18, trabalhos cuja abordagem as operações e resoluções de problemas matemáticos. O encontro aconteceu na Fundação Senhor dos Passos, bairro Baraúnas.
 
De acordo com a professora Paula Daiane de Moraes, uma das coordenadoras do Pacto em Feira de Santana, o principal objetivo do encontro é promover a integração das turmas. "Reunimos mais de 250 professores que juntos debateram temas da área. Decidimos hoje convidar a professora doutora Ana Virginia Luna que abordou os campos conceituais do aditivo e do multiplicativo, da disciplina de matemática”, destaca.
 
“Representantes das turmas trouxeram os trabalhos feitos pelos educadores. O professor Luiz Carlos Suzarte fez a leitura dos Diários de Bordo produzidos durante as aulas, e as professoras Aniaci dos Santos Silva e Bárbara Barreto apresentaram ao grupo as ‘Caixas de Matemática’ confeccionadas. Tivemos aqui também trabalhos cedidos pela professora Giovanna Daltro”, conta Paula.
 
Para a professora Rita de Cássia Moreira Rocha, da Escola Municipal Dr. Noide Cerqueira, os encontros do PNAIC são muito importantes. “Esse é um momento de atualização para os professores melhorarem suas práticas. Achei esse tema muito interessante, nunca antes havia me aprofundado tanto no conteúdo matemático como antes. Aprendi novas formas de trabalhar com os meus alunos”, avalia.
 
O PNAIC é um compromisso formal assumido pelos governos federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental. Feira de Santana aderiu ao Pacto no ano de 2012 e em sua primeira etapa foram formados aproximadamente 273 professores em Língua Portuguesa.

Mídias Sociais